História

"Enfim serás cantada eterna Vila Rica.

Teu nome impresso nas memórias fica.

Terás a honra de ter dado o berço

a quem te faz girar pelo universo ."

 

Cláudio Manoel da Costa

 

Assim como Vila Rica, eternas são também as memórias e os Pássaros da República Ninho do Amor. Uma república habitada pela mais variada gama de pássaros existentes, que trouxeram, cada um do seu lar um graveto, um pedacinho de algodão, um fragmento da sua história e uma lição de vida, que nos ajudaram a construir este caloroso e aconchegante Ninho do Amor. Ninho também feito de pedra, pau e barro que tornam sólidas suas paredes, assim como sólidas são as lembranças e a gratidão de quem um dia por lá pousou.


Pintura da Antiga República Ninho do Amor na Rua São JoséEsta história de união de vidas teve inicio em 1957, na Rua São José, em frente à Casa dos Contos, onde os nove estudantes da Escola de Minas Bernardo Piquet, Ricardo Villela, Fabiano Alves, Francisco Fontenelle, Cícero da Paixão, Fausto Pena Chumloque, Fernando Sarcinelli, Clóvis Silva Araújo, Cristóvão M. Gomes, fundaram a República Ninho do Amor, atualmente localizada na Rua Paraná. A princípio tratava-se de uma república particular, sustentada apenas por seus moradores, mas com o passar do tempo as dificuldades financeiras apareceram e tornaram insustentável o sonho de morar naquela casa.

 

Foi então que devido a uma ordem de despejo, os pássaros se viram obrigados a sair em debandada e abandonar aquele primeiro "Ninho". Os pássaros, sem destino, espalhados por Ouro Preto, foram se virando enquanto aquela situação não se resolvia. Alguns se alojavam na casa de amigos, outros em repúblicas e houve até pássaros que como forma de protesto e até mesmo como única solução, passaram a viver acampados em barracas improvisadas no chafariz em frente ao cinema.

 

Foi então que no dia 9 de Novembro de 1967, sensibilizada com aquela situação, a Escola Federal de Minas de Ouro Preto, através do seu diretor geral, Sr. Dr. Pinheiro e com o apoio do colega Lincoln Viana (presidente do Diretório Acadêmico da EM.) comprou uma casa na rua Paraná e colocou-a à nossa disposição: aquele era o nosso segundo e definitivo "Ninho".

Era uma casa velha, mas à partir daquele dia, tivemos a certeza de que a república era uma realidade. O Ninho do Amor então, apesar de fisicamente ser um "Imóvel urbano", já extrapolava este sentido e se tornava um sentimento de orgulho, um lugar na história e na memória onde se cruzavam os destinos de intrépidos jovens e se construíam verdadeiros homens.

Ao final da década de oitenta, aquela casa velha se encontrava em condições "precaríssimas". A repúblicase assemelhava a uma casa mal assombrada ou até quem sabe, muito bem assombrada! A sua estrutura estava comprometida, os cupins reinavam, os três andares da casa se confundiam com um só. Era o único lugar em Ouro Preto onde se podia tomar um banho à luz do luar e das estrelas...

 

Esta foi uma época de muita provação, eram poucos os moradores e precisávamos urgentemente de uma reforma. Depois de muita luta, em 1988, foi aprovada junto à Escola de Minas a tal reforma, que só teve inicio dois anos depois. Seu término se deu em 1995 e durante estes cinco anos passamos por maus momentos. É importante citar a garra de três pássaros que sobreviveram em meio aos escombros e muita poeira, para nunca deixar de lado aquele lar conquistado. São eles: Jaburu, Cegonha e Carreteiro.

Durante estes 51 anos de tradição, muitos pássaros viveram no Ninho e fizeram a história desta república. O tempo em que se mora no Ninho é muito bom, mas passa rápido. O Pássaro se forma e chega o dia de partir: voa para longe e leva consigo os sentimentos de orgulho, saudosismo e gratidão.

Acervo

IMG-20150729-WA0000.jpg
  • Atenção Calouros

    A república Ninho do Amor oferece vagas para alunos de Engenharia e Computação. Apareça para conhecer nossa casa!!    

    Leia Mais
  • 1

Curiosidades

  • Coisas boas não são esquecidas

    Na vida algumas coisas nos surpreendem e nos encantam e uma delas é a República  Ninho do Amor. Sempre havia ouvido falar sobre as repúblicas de Ouro...

  • Rebelião em Vila Rica

    No ano de 1957, exatamente o mesmo ano de fundação do Ninho, Ouro Preto foi cenário para a gravação do filme "Rebelião em Vila Rica" que tratava da...

  • Romeu e Julieta

      No ano de 1980, o Ninho do Amor serviu de palco para as filmagens de um especial da Rede Globo. Trata-se da história de Romeu e Julieta, ambientada...

  • Claude Henri Gorceix e a Escola de Minas de Ouro Preto

    Episódio pouco lembrado, talvez por ter ocorrido fora do centro político nacional, da contribuição francesa à ciência e à cultura brasileiras foi à...