Moradores

Quando o jovem que muitas vezes nunca saiu de casa encontra Ouro Preto, sente medo. Mas esse medo passa rápido ao ser inserido em uma das repúblicas federais, ele automaticamente ganha amigos e acesso total ao meio acadêmico. Professores, amigos, funcionários e até mesmo o Reitor frequentam as repúblicas, isso quando não são ex-alunos delas.

No Ninho, uma das repúblicas federais mais tradicionais de Ouro Preto, isso não é diferente.

Passada a adaptação vem o reconhecimento e o calouro passa a ser um morador da república e, como diz o ditado, “a roda tem que girar”.

Quem gira a roda na república são seus moradores. Todas as atribuições necessárias para a boa gestão da casa ficará a cargo deles, e este aprendizado ele levará para a vida e para o mercado de trabalho.

É esse o diferencial de quem passa por Ouro Preto.

O peso da responsabilidade de mais de 50 anos de tradição lhes é depositado quando se torna um morador, ganhando então um nome de Pássaro passando a ser um dos:

Moradores da República Ninho do Amor